quarta-feira, 27 de abril de 2011

Basta!


Não quero entender a origem dos pensamentos, conviver com a existência deles já me dá muito trabalho!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

Conversa mole

Não lembro aonde guardei meus brincos, nem muito menos meu juízo. Esquecimentos precoces e ao mesmo tempo tão típicos da idade.



domingo, 10 de abril de 2011

Perdi o frescor, e agora?


Descobri que com o avançar da idade as vaidades são potencializadas, logo eu que gritava tanto pela maior idade peço, agora, encarecidamente a volta dos anos passados. Nessa brincadeira de amadurecer esquecemos da contra-partida de envelhecer, a pior parte de tudo isso. Definitivamente eu preciso de um novo corte de cabelo, abusar do filtro solar, emagrecer, comprar novos esmaltes e fazer tudo que possa etenuar o que não se pode evitar, a passagem do tempo. Queria prender o ponteiro do relogio com o dedo, não destacar mais as folhas do calendário, parar! Até que eu esteja totalmente preparada para tudo isso - pelo que me conheço – acho que nunca.